Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2013

«A história emocionante destas duas meninas vai deixar-te a suar dos olhos»

Imagem
«Hoje em dia todos sabemos que o Skype é essencial para quem quer manter o contato à distância. Mas a empresa quer mostrar que serve para mais do que isso e que é mesmo capaz de transformar as vidas das pessoas, para melhor. A campanha “Stay Together” conta a história de duas mães em continentes diferentes, que entraram em contato por email quando souberam que ambas esperavam bebés que iam nascer sem um dos braços. Anos depois da troca de emails, as meninas conheceram-se através do Skype e mantiveram-se em contato diariamente, partilhando experiências, dificuldades e sucessos. Durante os 8 anos seguintes as adolescentes tornaram-se melhores amigas sem nunca se terem encontrado ao vivo. Até que o Skype foi mais longe e proporcionou o primeiro encontro destas duas jovens. Ver o percurso das duas meninas e o momento em que se encontram pela primeira vez é receita certa para verteres umas lágrimas» (aqui).


Há histórias que nos conseguem encher o coração. Pela coragem que transmitem. Pela l…

«A reason to smile!»

Imagem
Há um dia em que um rapaz decide sair à rua e pôr as mulheres à prova, oferecendo-lhes uma rosa e elogiando-as. Como se fazia antigamente, esquecendo o facebook, instagram ou twitter. Elogiá-las sem filtros. Apenas uma pessoa diante de outra, dizendo-lhe o quanto é bonita ou que o seu sorriso lhe fez ganhar o dia.
O objetivo é mostrar às pessoas que são amadas e valorizadas. Mas pessoalmente. Sem ser necessário estar atrás de um monitor. Parece que hoje em dia se tornou bastante difícil elogiar alguém olhos nos olhos, como se o facto de utilizarmos uma rede social nos tenha retirado a nossa capacidade de mudar o dia de alguém com uma simples palavra. Ou um sorriso. Ou algo espontâneo, capaz de nos deixar sem saber como reagir por ter sido tão imprevisível. E bom!
Eu acredito que as palavras podem mesmo fazer a diferença. Que com um simples «bom dia» podemos mudar a vida de alguém. E é algo tão simples de se fazer. Sorrir, fazer alguém sorrir, é das coisas mais inexplicavelmente bonitas…

A minha vida de acordo com Rui Veloso

Imagem
No meu blog Parte do que sou não são muitos os desafios que por lá tenho guardados. Acho que, ao todo, fiz dois ou três. Conto muitos mais selos e um questionário. Pessoalmente, há desafios que até acho interessantes, mas por qualquer razão acabo por não ter tempo para os completar, por isso, e como não gosto de fazer as coisas pela metade, prefiro nem os começar.
Se há coisa que me dá muito gosto fazer é visitar outros blogues, porque me ajudam a crescer, além de me colocarem, ainda que indiretamente, em contacto com pessoas de um talento extraordinário, muitas vezes com opiniões distintas das minhas e com pontos de vista que não me tinham ocorrido. Foi precisamente num desses passeios, se é que lhe podemos chamar assim, pelos vossos mundos que descobri este desafio: o de descrever a minha vida através de um cantor ou de uma banda. Encontrei-o no blog Lua de Cartão e achei-o tão desafiante que não resisti em responder. O desafio tem as seguintes regras:
- Usando nomes de músicas apena…

O Regresso?

Imagem
«Numa altura em que a SAD do FC Porto está a estudar o mercado nacional e internacional no sentido de dotar o plantel com mais uma opção válida para ambas as alas, o nome de Ricardo Quaresma volta à baila...»
A minha vontade de te ver regressar está presente em mim desde o momento em que deixaste o nosso emblema para abraçares um novo destino. Sim, o nosso, porque serás sempre um de nós. Voltar a ver-te de azul ao peito, a pisar o relvado da nossa casa é um sonho que espero que se realize brevemente.
Volta, estarei de braços abertos para te receber no Dragão. De uma casa onde nunca te vi sair, porque muito do que somos também se deve ao que fizeste. E sempre que me sento numa daquelas cadeiras azuis tu estás comigo, com o teu nome em destaque nas minhas costas e no meu coração. 

«Quaresma no FC Porto? Deco e Bölöni aprovam a 100%» (ler notícia completa aqui)
Inevitavelmente, eu também aprovo. Se calhar não a cem porcento, mas a infinitos porcento. E não me importo minimamente que seja a …

O orgulho de todos nós!

Imagem
Não é segredo nenhum que eu amo futebol. Vibro. Sofro. Choro. Rio-me às gargalhadas. Reclamo. Fico aborrecida. Há alturas em que me apetece desfazer a televisão/comando/qualquer coisa. E gosto de viver as emoções de perto, sentada numa das cadeiras do estádio, sobretudo se for o do Dragão. Isto porque também não é nada desconhecido que sou portista acérrima desde sempre. Como se ser portista viesse nos genes e passasse de geração em geração. É que acho mesmo que isto nasceu comigo. 
Nenhum clube me diz tanto como o Futebol Clube do Porto, mas há uns quantos que me enchem as medidas. A Seleção Nacional é de uma dimensão à parte. Não sei se está acima do Porto, mas está acima de qualquer outra equipa. Mas são amores diferentes, como se jogassem numa liga emocional completamente distinta. Passamos o ano todo em picardias com adeptos de outros clubes, reclamamos uns com os outros, não nos entendemos, nem sempre somos corretos, vibramos de igual forma, mas sem partilhar o emblema, as cores …

Ponto final

Imagem
Não desta vez. Esgotaram-se as vírgulas, por uso excessivo de segundas oportunidades. Mas o ponto final está ali, arrumado a um canto, perdido e pronto a ser utilizado. É hora de virar a página, recomeçar de novo, quantas vezes forem precisas. E mesmo que a saudade aperte no peito, os passos serão sempre dados em frente, sem olhar para trás.  Não há retorno. E mesmo que um dia a vida nos volte a cruzar os caminhos, «talvez eu não volte mais». Desisti! Venceu o cansaço e a desilusão. Ponto final.

Prendas no sapatinho

Imagem
Os anos vão passando e cada vez mais tenho dificuldade em descobrir algo que realmente queira receber como presente. Especialmente no Natal. 
Nunca tive feitio para pedir prendas e odeio (se calhar odiar é uma palavra muito forte, mas parece-me bem neste contexto) quando me perguntam o que estou a precisar. Nada. É sempre a minha resposta. Mesmo que até me tivesse lembrado de uma coisa ou outra. Responder honestamente a essa pergunta é tirar a magia, a espontaneidade, a honestidade no nosso olhar quando vemos o que nos deram. A partir de hoje, sempre que me perguntarem o que quero receber ou o que estou a precisar, vou-me limitar a responder: Surpreende-me! Porque eu gosto é disso, da surpresa, do lado imprevisível. E quanto a isso acho que serei sempre uma eterna criança, porque ao fim de vinte e um anos de vida continuo a ficar ansiosa por ouvir tocar as doze badaladas para rasgar os embrulhos dos presentes que me calharam. 
À medida que o tempo vai passando vou gostando cada vez mais…

Mãe talentosa

Imagem
«I grew up indulging myself in fairy tales. Those fairy tales from my childhood gave me a multitude of ideas to try out. Everyday just before Wengenn’s nap, I would imagine him being the main character in one of my favorite episodes, and “paint” a background setting with plain clothes, stuffed animals, and other common household materials, just like how an artist would with her paint brushes. My vision was to create a series of photos portraying him exploring his imaginary, enchanting fairytale-like world»

As fotografias estão absolutamente fantásticas. A capacidade desta mãe de aproveitar a sesta do filho para a tornar numa autentica aventura de contos de fadas é genial. Podem ver mais fotografias aqui. Não estão uma verdadeira ternura?

«Escolha Portugal»

Imagem
«Viajámos por Portugal.
Descobrir o nossos país é sempre uma feliz surpresa. A cada passo do caminho percebemos porque inspira poetas e pintores.  A força inspiradora das paisagens trava-se na sua diversidade, são mantos verdes e exuberantes que descem das serras, cobrem os vales interiores e estendem-se até ao mar, são as vastas planícies revestidas de campos de girassóis, sobreirais e olivais, searas douradas ondulando ao vento, incontáveis praias de areia branca e extraordinária beleza, o fascínio muito especial das aldeias alcandoradas nas encostas, das pequenas vilas adormecidas no tempo, das cidades que combinam harmoniosamente o passado e o presente, os encantos históricos e as novas tendências cosmopolitas. 
É verdadeiramente deslumbrante deparar com tão belas paisagens, os vales, os contornos dos rios, as reservas naturais que servem de escala a milhares de aves migratórias, a abundante vegetação de florestas seculares, o encantamento do mar e dos seus pescadores, as esplêndi…

Não te esqueças

Imagem
«Não te esqueças de mim” é uma das expressões mais carregadas de significado que conheço. Está para mim a par dum “tenho saudades tuas” ou um “amo-te”, talvez, porque consegue encerrar em si tanto de tudo do que as outras expressões são. Não é a qualquer um que pedimos para não ser esquecidos, por norma, só o pedimos a dois tipos de pessoas: às que amamos muito e às que detestamos muito. Às primeiras, as amadas, pedimos para ser lembrados pois em nós, já sabemos que elas vão existir para sempre, independentemente dos anos, da distância, da inevitável perda física. Às que odiamos muito até podemos nem pedir para ser não sermos esquecidos mas estamos certos de que se elas se esquecerem de nós, perdemos o objecto do ódio e depois? Valerá mesmo a pena odiar sozinho quem nem se lembra de nós? Perda de tempo, ocupação desnecessária de gavetas que podiam estar encravadas com memórias boas».


Podem ler a crónica na integra aqui. Acreditem, é daquelas que nos fazem pensar, de tão verdadeiras qu…