Esperar


«Sofre mais aquele que espera sempre do que aquele que nunca esperou ninguém?», Pablo Neruda 



Eu espero – como já ninguém espera – pelo tempo que me resta esperar. 

Não sou mais do que já fui de menos. E agora? Uma folha de jornal rasgada em mil pedaços. No chão! Aquele que pisam mil vezes sobre mil por dia. São segundos de espera, os mesmos que já não espero. O tempo que já não conto e o que já não espera por mim. Sete segundos apenas, de uma vida sem nada que se reparta em sete sorrisos e sete abraços que tantas vezes precisei de sentir.

Eu espero – como já ninguém espera – pelo tempo que já não sei esperar.

E a vida corre diante dos meus olhos. Não a consigo agarrar. Tudo parte, tudo passa, tudo muda, como se num piscar de olhos tudo fosse diferente. Continuo à espera.
 
Eu espero – como já ninguém espera – pelo tempo que ainda me sobra.

Nas mudanças escondidas e perdidas num mundo de mil cores, de sete segundos de esperança. Quebrou-se o vidro estilhaçado do relógio. Já não conta, já não toca, já não sei mais se o tempo espera ou se parou. E já não sei quem sou. Sem cor, sem brilho, sem chama, eu espero em cima dos ponteiros do relógio, caído nesse chão de desprezo e de saudades, de mágoas que ninguém conhece. Sem destino e direção, sugada pelos barulhos estranhos de medos camuflados de tranquilidade, enevoada pela manhã que se põe fora do reflexo dos meus olhos. 

Eu espero – como já ninguém espera – pelo tempo que há-de chegar.

De fugas que não acabam mais. Pelo fim da noite que se põe mesmo sendo dia, pelas saudades que são mais quando não as sei esquecer. Continuo à espera. Sempre à espera. Nessa roda da sorte que são os meus dias. Pelo fim das inseguranças e dos medos sem razão. 

Eu espero – como já ninguém espera – pelo tempo de ser feliz.


Parte do que sou. Junho, 2009

Comentários

  1. r: mas a ti ficava bem, porque tens uns lábios grandes, já eu .. *

    ResponderEliminar
  2. Chega a uma altura em que esperar já não dá e devemos ter a coragem e a força de seguir em frente.

    ResponderEliminar
  3. Na verdade, nos tempos que correm já ninguem espera por nada nem por ninguem. É uma pena...
    Mais uma vez, minha querida...brilhante!! :)
    R: obrigada :D
    beijinho grande ♥

    http://naervilhadapolly.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Que lindo! Estou num momento de espera...

    Bjos

    http://chuvadecamelias.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  5. Que lindo! Estou num momento de espera...

    Bjos

    http://chuvadecamelias.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  6. ao inicio é um livro um pouco confuso mas lê-se bem :)

    ResponderEliminar
  7. Por vezes é preciso coragem para seguir em frente, chega a um ponto em que nos cansamos de esperar e aí só resta o próximo passo.

    ResponderEliminar
  8. Ainda bem que és paciente então fofa...hoje em dia há muito poucas pessoas que suportam a espera**
    Eu acho que só no caso da primeira situação em que citaste que eu permitia, mas de resto acho indecente isso, mesmo :x

    ResponderEliminar
  9. Texto lindo :) Realmente, como já disseram actualmente já ninguém espera. É pena porque quando se espera e se alcança aquilo porque tanto se esperou é muito gratificante.

    http://morningdreamsfree.blogspot.pt/

    Sofia Silva

    Beijos*

    ResponderEliminar
  10. Esperar é uma grande, grande virtude. Poucas pessoas o conseguem fazer mas às vezes não vale a pena a espera, é altura de ir para outra "paragem"

    ResponderEliminar
  11. Principalmente, quando lutas-te todos os dias por esse alguém.. Até que cansaste. E aí, ele tem a lata de mandar vir contigo.

    ResponderEliminar
  12. Eu não sei se o desprezo ou simplesmente, não sinto nada. Com o tempo, ele foi-se tornando cada vez menos importante. Tratei-o como um melhor amigo; um irmão. E isso é o que dói mais, saber que não somos nada.

    ResponderEliminar
  13. Que lindo, Andreiaaaa :)
    olha que eu nem sempre sei esperar :x e adorei a citação do início..

    pois é querida!
    e de nadaa :p
    porque nunca vi uma resposta assim, nesse tipo de pergunta :)

    beijinho queridaa ❤

    ResponderEliminar
  14. Concordo contigo. Gostei muito de ler, como sempre, gosto muito da tua forma de escrita. Um beijinho

    ResponderEliminar
  15. Sempre lindos textos, repito-me mas é verdade

    Sónia
    Taras e Manias

    ResponderEliminar
  16. É verdade não se esforçam minimamente mas conseguem sempre safar-se :s
    É realmente muito bom *

    ResponderEliminar
  17. Que texto brilhante! Adorei mesmo. Que nunca desistas de esperar. O tempo de espera vai ser recompensado, eu acredito :)

    ResponderEliminar
  18. Depois de tudo, nem saudade sentir é estranho.. Sabes?

    ResponderEliminar
  19. Óptimas palavras. Acho que hoje em dia o conceito é mais de esperar anda sempre tudo a correr de um lado para o outro. O que vale a pena possuir, vale a pena esperar.
    Beijinhos

    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  20. como eu percebo esse 'teu tempo de espera' passo pelo mesmo e parece que nunca mais passa.
    força , beijinho bom fim de semana*

    ResponderEliminar
  21. Amiga boa noite eu estou passando para avisar que amanhã
    o seu blog esta na lista da divulgação não esqueça de da uma
    espiadinha, bom final de semana.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  22. escreves mesmo bem :D
    bom fim de semana :)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  23. Esperar para ser feliz? A felicidade em si, duradoura não existe. Existem momentos de felicidade. Quantos mais, melhor. E não vale a pena esperar. Ser feliz, é, se possível, para já!

    ResponderEliminar
  24. Quem espera sempre alcança...
    Uma boa semana :D

    ResponderEliminar
  25. Passando para conhecer seu blog e me encantei com seu texto, parabéns! Com certeza, irei segui-lo.
    Grande abraço.

    http://lillyneves.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar

Enviar um comentário