Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2014

Génio

Imagem
«I'm made of star, but found that no one was listening! I'm driving on 'till the break of dawn, I refuse to fall»

Só um piano e uma voz. Só. Como se isso fosse pouco. Mas não é, nunca é pouco quando o artista por trás de tudo isto é o Diogo Piçarra, que tem talento a correr-lhe nas veias e uma capacidade incrível de comover quem o ouve. 
Admiro pessoas que cantam com verdade, que sorriem com o olhar, que são tão elas em cada interpretação que ninguém fica indiferente. Admiro-o a ele por ter todas essas características, por continuar a construir um caminho sólido e nunca se desviar daquilo em que acredita; por ser capaz de fazer sempre melhor mesmo quando parece que já atingiu o topo. Isto é ser artista, é trabalhar para evoluir, é saber que não chega ter qualidade se a vontade de superação não existir. Sou uma sortuda por apreciar músicos como ele, por reconhece-lo como um exemplo e por ter a certeza de que a música portuguesa está bem representada enquanto ele andar neste m…

O mundo por olhos tom de castanha #7

Imagem

A biomecânica genial

Imagem
«Meia equipa ele fintou E em delírio a curva deixou Foi de trivela que ele chutou Que grande golo ele marcou Allez Allez Quaresma Allez»

Amor maior. E uma constante falta de palavras para tudo aquilo que me és. Tens um talento que nunca saberei definir, jogas com o coração nos pés, tens garra e uma classe inigualável. Fico fascinada a ver-te jogar, em todas as vezes que arrancas com a bola e consegues fintar uns quantos. As tuas trivelas, os teus passes de letra, as tuas «maldades» cravadas pela genialidade que te corre nas veias. És tão tu dentro de campo que não te permites jogar para agradar. Tudo o que tu fazes é por sentires bem dentro de ti, é por isso que os assobios não te demovem, só te dão mais força. Admiro o teu estilo irreverente, que também te faz levar um estádio ao rubro e a aplaudir-te de pé. O teu futebol bonito e imprevisível não deixam ninguém indiferentes. Gosto de quem arrisca, de quem não se esconde, de quem inventa alternativas quando algo não corre bem. É por isso…

Pensamento periclitante

Imagem
«o pensamento é o caos, acontece tudo em simultâneo, não há sossego, não há fórmula, linha condutora, está sempre activo a stressar e a arriscar!»

No passado dia 30 de Agosto estive presente no Urban Market, que aconteceu na Praça das Cardosas, no Porto, onde pudemos ver as mais variadas espécies de artigos. São a originalidade e a criatividade a falar mais alto, enchendo o espaço de encanto e cativando os olhos de quem passa. Fui com um objetivo concreto: ir à banca da Futilidade (carreguem sobre o nome para irem ao site e visitem o facebook para ficarem a par das novidades), cuja responsável é a minha prima (namorada do meu primo). 
Já a tinha visitado por altura das Festas em honra da Nossa Senhora da Nazaré, na Praia da Aguda, mas como queria comprar um caderno da coleção «Pensamento» achei que o Urban Market seria o sítio ideal para o fazer. Penso de mais e nem sempre de forma metódica, por isso o «Pensamento Organizado» estava fora de questão. Por vezes «formula-se sozinho sem com…

Banda Sonora #2

Imagem
«Sem a música a vida seria um erro», Friedrich Nietzsche

Ideal para quando a saudade aperta. Hoje começa mais uma etapa, mais um ano em que de capa traçada voltamos a estar todas juntas. A Elite está pronta. Que comece o novo ano académico! (se andar um pouco ausente, sobretudo nestes primeiros dias, já sabem qual é o motivo).
Banda Sonora de hoje: Mariza, «O Tempo Não Pára».

«Cantei Cantei a saudade Da minha cidade E até com vaidade Cantei Andei pelo mundo fora E não via a hora De voltar p'ra ti»

Os ecos de hoje chegam de Espinho

Imagem
«Vem que o amor não é o tempo, nem é o tempo que o faz. Vem que o amor é o momento em que eu me dou, em que te dás», António Variações.

Há noites que, inevitavelmente, ficarão para sempre guardadas na nossa memória. E no nosso coração. Ontem voltei a escrever amor em cada segundo de concerto a que assisti, porque é mesmo isso que os Aurora fazem: cantar com amor. «Há uma noite para passar», e eu só queria ter o dom de parar o relógio para que aquele momento nunca mais terminasse. 
O meu lado saudosista faz-me querer eternizar o que vivo, como se de alguma forma pudesse voltar atrás no tempo e recriar tudo aquilo que aconteceu. E que senti. Faço-o através de fotografias e de vídeos, vendo-os vezes sem conta quando o lado esquerdo do peito começa a pedir por mais ocasiões como aquelas. Um mês e dois dias depois de os ter estado a ver na Gafanha da Nazaré, em Ílhavo, voltei a fazê-lo, mas em Espinho. Se no Festival do Bacalhau gravei o concerto todo, ontem estava decidida a desfrutá-lo de …

O que li por aí #9

Imagem
«Sem um amor não vive ninguém. Pode ser um amor sem razão, sem morada, sem nome sequer. Mas tem de ser um amor. Não tem de ser lindo, impossível, inaugural. Apenas tem de ser verdadeiro», Miguel Esteves Cardoso

TAG 5 Perguntas

Imagem
«Vá até onde a sua vista alcançar e, ao chegar lá, você sempre conseguirá enxergar mais longe».

A Becas, do blog Vou Contar-te Um Segredo, nomeou-me para a TAG 5 Perguntas. Como devem estar recordados, se não estiverem eu ajudo, as regras são as seguintes:
• O desafiador deve fazer 5 perguntas sobre o blog escolhido;  • O desafiador deve deixar os links dos blogs que desafiou;  • O blog que for desafiado deve deixar na TAG quem o desafiou;  • Só é permitido criar perguntas SOBRE o blog;  • Os blogs desafiados devem ser informados disso e responder nos comentários da TAG se aceitam ou não.
Antes de mais, quero agradecer por se ter lembrado de mim para este desafio. Gosto sempre de responder, até porque é uma forma de nos darmos a conhecer um pouco melhor. Não vou nomear, mas quem quiser fazer a TAG esteja à vontade.

Perguntas da Becas:
1. Se pudesses alterar alguma coisa no teu blog, o que mudarias? Mantinha tudo igual, pelo menos para já. Quando entro no meu blog sinto que é exatamente es…

As minhas viagens de metro #20

Imagem
«A melhor saída é seguir em frente», Robert Frost

Perdi a batalha!
Não precisei de te ouvir dizer que não me querias mais na tua vida. As atitudes que foste tendo ao longo do tempo foram suficientemente esclarecedoras. Poupei-te o incómodo e desapareci. Só não posso acrescentar a parte «sem deixar rasto» porque, na verdade, continuo a estar onde sempre estive. Perto. Apenas desisti de dar notícias e de te procurar. 

Banda Sonora #1

Imagem
«Sem a música a vida seria um erro», Friedrich Nietzsche

Ideal para dias em que precisamos de animar. Dançar sem parar. Esquecer o que não corre tão bem. Não sei se farei disto uma rubrica, mas hoje apetece-me partilhar convosco aquilo que vou ouvir repetidamente para me esquecer que o exame que fiz de manhã foi uma valente porcaria. 
Banda Sonora de hoje: Salto, sobre quem já vos falei aqui, «O teu par».

«Até nem fica mal Aos olhos de quem não vê Uma troca de passos fatal Se alguém nos visse a dançar»

O que fala ao coração #19

Imagem
«A minha ideia é que há música no ar, há música à nossa volta, o mundo está cheio de música e cada um tira para si simplesmente aquela de que precisa», Edward Elgar.

Não passo um dia sem ouvir música. Neste início de uma nova semana, e depois de algum tempo de ausência, volto a abrir a porta para acolher uma artista de um talento fenomenal. Desliguem as luzes, fechem os olhos, sentem-se confortavelmente no sofá e apreciem o som do piano; a guitarra, o contrabaixo, a bateria. E a voz. Essa linda voz que ela tem. Quente. Com gingar. Próprio de quem tem jazz a correr nas veias. Mas não se deixem enganar por essa calma, pois também há influências rock a invadir o seu estilo pessoal.

Alta Definição #3

Imagem
«Eu sou tudo o que vivemos, mais o que deixei por viver. Sou a soma dos anos, dos risos e das angústias. Não posso ser o que fui quando não sou o que era. Nem tu podes querer que eu seja a pessoa que tu gostavas que fosse».

Estar. Não parece uma grande loucura, pois não? Para mim foi, porque estive, principalmente, quando soube que nada do que sentia seria reciproco. 
Aprenderes a colocar os teus sentimentos em segundo plano para conseguires auxiliar apenas como amigo pode ser uma viagem alucinante. Uma verdadeira loucura. Não é fácil, até porque receias sempre estar a exigir mais do que aquilo que era suposto. Colocas a hipótese de não estares a fazer as coisas pelos motivos certos. És obrigado a parar e a fazer uma linha de pensamento que te leve à resposta. Passei por tudo isso e hoje sei que tudo o que fiz foi pelas razões certas. Isso descansa-me, precisamente por saber que era capaz de fazer o mesmo por outra pessoa qualquer. Nunca houve segundas intenções, nem fiz mais por existi…

«Cadeia de Desafio Literário»

Imagem
«Quando lemos, conseguimos viajar para muitos lugares, encontrar muitas pessoas e conhecer o mundo. Também podemos aprender a lidar com os problemas que tenhamos, instruindo-nos com as lições do passado», Nelson Mandela.

A Ana Ribeiro, do blog EscreViver [Portfólio de Escrita], nomeou-me para mais um desafio. Desta vez, o tema base é a literatura e o objetivo é muito simples. Ora vejam:
«Lista 10 livros que de alguma forma ficaram contigo. Demora apenas alguns minutos, não penses demasiado. Não têm que ser os livros “certos” ou grandes obras literárias, apenas aqueles que te tocaram de algum modo. Em seguida, nomeia alguns amigos que sabes que gostam de ler».
Não vou fazer a última parte, mas deixo o desafio aberto a quem o quiser levar. A lista está numerada não por ordem de preferência, mas conforme me fui lembrando dos mesmos. Sem mais demoras, aqui ficam as minhas escolhas:

1. Contos das Cidades das Pontes, coordenação de José António Gomes (vários autores); 2. Como é linda a puta d…

Revista de blogues

Imagem
«O outro é uma complementaridade que nos torna a nós maiores, mais inteiros, mais autênticos. Essa é a minha própria vivência», José Saramago.

O blog é um mundo em crescimento. Também ele pode ser olhado como uma manta de retalhos, uma vez que existem vários e todos eles são distintos, ainda que possam focar temas em comum, ou partilharem os mesmos objetivos. Muito há para descobrir. E se tivermos alguma ferramenta que nos aproxime de outros que não conhecemos é ainda melhor! 
Sabiam que há uma revista de blogues? Não? Então não se sintam sozinhos. Tomei conhecimento desta novidade (que para alguns se calhar não é assim tanto) através da Ana Ribeiro, do blog EscreViver [Portfólio de Escrita], e achei o conceito bastante interessante. Precisamente porque nos permite ficar a conhecer espaços novos, com os quais nos identificamos pela forma de escrever, pelos assuntos abordados, por termos curiosidade ou, simplesmente, porque os sentimos próximos do nosso. Seja qual for a razão, este é o l…

Pássaro livre

Imagem
«Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar», Clarice Lispector

Não sou mais a boneca de trapos que arrumaste no baú do sótão. Aquele castanho, de madeira envernizada, que está escondido no recanto mais escuro a ganhar pó. Cansei-me de ser marioneta nas tuas mãos. Mas julgavas mesmo que isso iria durar para sempre? Que em nenhum momento teria forças para desprender os fios com que me amarraste a ti? Esse sempre foi o teu erro, achares que seria tua até ao fim. E fui. E prometi-te sê-lo. Mas só até perceber que aquilo que sentes por mim não é amor, mas sentimento de posse. Como é que foste capaz de destruir tudo aquilo que sentia por ti? Como? Será que algum dia serás capaz de explicar o que te passou pela cabeça para brincares com o meu coração daquela forma? 
Basta! Isto não é um jogo de onde partes em vantagem e recomeças sempre que te apetecer. Derrubei o tabuleiro e virei as costas. Destruíste tudo aquilo…

Nunca é de mais

Imagem
«Quando eu me pergunto quem sou eu, sou o que pergunta ou o que não sabe a resposta?», Geraldo Eustáquio

No último Liebster Award a que respondi recebi um comentário de alguém anónimo, que se identificou como Helena, onde me foram colocadas algumas questões. Achei interessante, até porque nunca me tinha acontecido algo do género. Desde já agradeço e espero que volte para as ler - e volte sempre que lhe apetecer.
A Isy, do blog A Pequena Boneca de Trapos, nomeou-me para o desafio «The Very Inspiring Blogger Awards» e a Cláudia S. Reis, do blog O beijo do mocho, escolheu-me para responder à TAG 5 perguntas. Muito obrigada, também a vocês, por se terem lembrado de mim. 
Nunca é de mais receber mimos destes e vou responder a todos com o maior gosto. Optei por responder aos três na mesma publicação para não deixar acumular. Sem mais demoras, aqui ficam as respostas.

As perguntas da Helena:
1. Porque é que a escrita é tão importante na tua vida? Escrevo desde que aprendi as letras e sempre me sen…

As minhas viagens de metro #19

Imagem
«Uma das grandes desvantagens de termos pressa é o tempo que nos faz perder», Gilbert Chesterton

Faz-me confusão esta rapidez com que se gosta e se deixa de gostar. 
Acho que o meu coração parou no tempo. Na altura em que apaixonarmo-nos era um processo meticuloso, lento, carregado de imprevistos e magia. E esquecer era três vezes mais demorado, com ainda mais artimanhas e degraus para subir. Ou descer, conforme a perspetiva que se tomar.

Liebster Award IV

Imagem
«Eu sou um delírio do amor», Deolinda

A Bárbara, do blog The Inside of Vogue, nomeou-me para mais um Liebster Award. Todos vocês já devem saber em que consiste esta TAG, por isso não preciso de explicar, mas antes de vos deixar com as minhas respostas quero agradecer pela nomeação. Mais uma vez, não nomearei ninguém (por razões que também já conhecem), mas para quem quiser fazer pode responder às perguntas que me fizeram. 

As perguntas da Bárbara:
1. O que não saís de casa sem? Telemóvel, dinheiro e os meus três cadernos. Os dois primeiros porque a qualquer altura pode surgir uma emergência e assim estou sempre contactável e prevenida. Os terceiros porque nunca sei quando surgirá inspiração para escrever - tenho três para três efeitos distintos: um é onde escrevo os textos da rubrica «As minhas viagens de metro», e qualquer outro texto solto; outro para a rubrica «À boleia do mundo»; e o mais recente onde anoto os meus pensamentos (sobre isso falarei mais tarde).
2. Qual o teu animal favo…

O que li por aí #8

Imagem
«Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações», John Green

Carta aberta ao desconhecido

Imagem
«- Vocês são amigos?  - Sim  - Parecem namorados  - Somos também»

Encontrei o meu melhor amigo no dia em que nasci. Há ligações tão naturais que parecem estar ligadas à nossa informação genética. Não nos conhecemos há tanto tempo, embora gostasse, mas acho que daria uma bonita história de amor. Não concordas?
Descobri-te com o tempo. Encontrei o meu melhor amigo que, por sinal, é o amor da minha vida. E espero que o sejas até ao dia em que a nossa jornada chegue ao fim. Confio em nós. No nosso amor. Na calma com que nos abraçamos. Na paixão com que os nossos lábios se tocam. Nos sonhos que temos para cada um e para nós. No espaço individual que nunca perdemos e que parece solidificar a nossa relação. Nas zangas que não o são porque nunca permitimos que o venham a ser. Confio em nós. Ponto.
Ter-te na minha vida foi o melhor que me aconteceu. E foste tanta coisa até hoje que nunca esquecerei. Foste o conhecido. O conhecido com quem passou a ser bom falar. O amigo. O indispensável. És o meu po…

Liebster Award III e não só!

Imagem
«Vivo sempre no presente. O futuro, não o conheço. O passado, já o não tenho», José Saramago

A Italiana, do blog Segredos de uma Italiana, e a Amelia, do blog Girls do not dress for boys, nomearam-me para mais um Liebster Award. Com este já é o terceiro que faço e só posso agradecer por todo este carinho. Se estão recordados, o objetivo é dar a conhecer novos blogues. E consiste em revelarmos onze factos sobre nós, responder às onze perguntas que nos colocaram, nomear onze blogues e fazer as nossas próprias onze perguntas. Já não é a primeira vez que respondo a esta TAG, como já perceberam, mas, vou fazê-lo novamente, deixando-vos apenas as respostas às perguntas que deixaram para as selecionadas.
As surpresas não ficam por aqui, uma vez que a P', do blog DeCoração, também me escolheu para responder a cinco perguntas relacionadas com este meu cantinho. De seguida, tenho que escolher cinco bloggers e fazer-lhes as minhas cinco perguntas (esta parte é aquela que nunca faço, já sabem,…