Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2014

Páginas com história

Imagem
«A recordação é o perfume da alma. É a parte mais delicada e mais suave do coração, que se desprende para abraçar outro coração e segui-lo por toda a parte», George Sand

A Cátia do blog Linhas tortas teve a ideia de criar o seu moleskine viajante (ver publicação aqui). Para quem não sabe, é um caderno que circula entre várias pessoas e onde cada uma pode fazer o que quiser: escrever, desenhar, colar... Basta deixar fluir a imaginação. Adorei esta iniciativa e senti logo que tinha que participar. Além disso, não foi nada difícil saber qual seria o meu contributo. Na passada quarta-feira recebi uma encomenda e pelo envelope percebi logo o que era. Agora só preciso de começar a trabalhar no que pensei. Não vos posso revelar muito, até para não estragar a surpresa, mas levanto a ponta do véu para vos dizer que envolve um pouco de trabalho manual e uma espécie de edição especial de uma das rubricas que podem ler n' As gavetas da minha casa encantada. Estou ainda a pensar enviar uma reco…

Determinação

Imagem
«Por isso pára de chorar, carrega no batom, abusa do verniz, põe os pontos nos "is"»

Antes de sair de casa olhei-me ao espelho. E silenciosamente pensei «és bonita», de forma a mentalizar-me que tenho que me aceitar como sou. Depois sai porta fora pronta a conquistar o mundo.

Obrigada!

Imagem
«Gosto de gente simples e generosa, gente de afectos, que gosta com o coração todo, que ajuda, que dá sem pensar em contrapartidas, que ouve, que sorri com os olhos, que se emociona e que se entusiasma com as pequenas coisas. Gosto de pessoas que gostam das outras pessoas. Sem filtros».

As nossas ações têm consequências. Inevitavelmente. E acho que, por vezes, nos esquecemos do quanto as nossas palavras podem tocar alguém e que um simples gesto faz a diferença. Estava longe de imaginar o impacto que o texto de ontem teria, por isso só vos posso agradecer por todas as mensagens que me fizeram chegar. Foram incríveis e deixaram-me de coração cheio. 
Chorei e sorri ao ler cada comentário. A força que recebi de todos eles nunca serei capaz de esquecer. Nem quero! Além disso, saber que ajudei alguém a desabafar é a melhor sensação de sempre. Receber uma mensagem de uma pessoa com quem nunca falei, mas que reconheço de vista, a partilhar um pouco da sua experiência deixou-me feliz. Naturalmen…

If you really knew me...

Imagem
«Encontra o caminho aquele que rompe as próprias máscaras, encara a verdade sobre si mesmo, experimenta a amplitude de sua vulnerabilidade e age, superando-se continuamente», Maria Aparecida Giacomini Dóro.

Fiquei a conhecer o projeto «If you really knew me...» (podem saber em que consiste aqui) através do blog da Bu' e já há algum tempo que queria participar. Contudo, acho que me faltou a coragem suficiente para fazê-lo mais cedo. Não é fácil pousarmos a máscara que usamos para nos proteger de algumas coisas e sermos nós sem qualquer filtro, sobretudo quando isso implica expor-nos sem medos. A verdade é que os temos e nem sempre são poucos. Mas como em tudo na vida, chega a uma altura em que percebemos que tem que ser. E a sensação de liberdade que surge depois disso é reconfortante. Senti que era o momento de me dar a conhecer, talvez de uma maneira que só eu me conheço. E sabem uma coisa? Fez-me bem! Sem mais demoras, deixo-vos com o meu simbólico contributo:

Se tu realmente me c…

As minhas viagens de metro #22

Imagem
«Solidão é o modo que o destino encontra para levar o homem a si mesmo», Hermann Hesse

E de repente Percebemos que o mundo não para E a dor da mágoa Se espalha E de nada vale  Fechar a janela Quando a noite impera em nós. E o sol continua A brilhar lá fora E os pássaros não voam do ninho Cantando. E quem perde somos nós Que deixamos de viver E agarrar a beleza Que permanece no lado de lá do vidro Por quem já não lembra E já nada quer daquilo que fomos.

M, 06.07.2014

Namoro vs (n)AMOR(o)

Imagem
«Só há uma coisa para a qual não admitimos que nos seja exigido pensar. Chama-se paixão

Quase tudo o que há na vida nos obriga a pensar demais. Das decisões profissionais, aos destinos de férias, às contas ao dinheiro que, mesmo antes de se fazer ouvir na conta, já vem invariavelmente repartido por uma série de variáveis, também estas previamente identificadas. Nem o sexo escapa ao planeamento estratégico do ato. Não se admite que não saibamos as posições que eles mais gostam e, se dúvidas existirem sobre a real localização do ponto G, em qualquer lado se encontra uma resposta apropriada e ilustrada.
Só há uma coisa para a qual não admitimos que nos seja exigido pensar. Chama-se paixão. E, de facto, esta não tem posologia, não traz informações sobre os efeitos secundários, não é planeável, não é pensável. É só ficar a vê-las chegar: tropas e tropas de borboletas paraquedistas que vão poisando e borboleteando na barriga.
Do chegar desta paixão ao iniciar de um namoro não é preciso muit…

Uma só palavra

Imagem
«O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco», Júlio Dantas. 

Vi a TAG «Uma só palavra» no blog Morning Dreams e achei-a mesmo interessante. O objetivo é responder às perguntas, tal como o nome indicada, com uma única palavra. Não é nada fácil, até porque se algumas são óbvias outras nem por isso. Ainda assim, e mesmo não tendo sido nomeada diretamente, quis fazê-la pelo desafio que é. Vamos ver se o consegui superar?

1 - Onde está o seu telemóvel? Mesa
2 - Seu parceiro? Caderno
3 - Seu cabelo? Encaracolado
4 - Sua mãe? Vida
5 - Seu pai? Vida
6 - Seu objecto preferido? Livro
7 - Seu sonho da noite passada? Calmo
8 - Sua bebida predilecta? Chá
9 - O carro dos seus sonhos? Porsche
10 - O quarto onde você está neste momento? Sala
11 - Seu ex? Distante
12 - Seu medo? Desiludir
13 - O que você deseja ser em 10 anos? Feliz
14 - Com quem você passou a noite passada? Família
15 - O que você não é? Irresponsável
16 - O que você fez por último? Catequese
17 - O que você está usando?

Pensamento periclitante #3

Imagem
Foste a loucura que sempre quis viver até não te querer a viver mais dentro de mim.
#pessoal #loucura #vida #amor #coração #longe #semti #afastamento 
04.09.2014

Mágico Sete

Imagem
«É uma alegria representar este clube. Sempre o disse. Cada vez amo mais este clube, vestir esta camisola, representar o clube e a cidade. É isto que nos motiva...», Ricardo Quaresma.

Subestimam-te, mas ainda não perceberam que não te derrubam. É esse amor que tu tens, maior do que todos, que não te deixa desistir. A irreverência, o talento, a capacidade de encontrar espaços, as fintas, os rasgos de genialidade que deixam uns quantos para trás, a garra, a raça, a vontade são todas as qualidades que te distinguem e te levam ao topo. Para junto dos gigantes. O Harry Potter do Dragão é feito de magia pura e é isso que nos prende à cadeira, como se o nosso coração parasse de palpitar por segundos, e logo a seguir nos faz levantar numa ovação entusiasmante e apaixonante. Mas o Quaresma não é só isto. É muito mais do que isto. Porque se desafia e, consequentemente, se supera. E é melhor todos os dias. A equipa não é só ele, nem o pode ser, porque antes das individualidades está um nome mais …

O que li por aí #11

Imagem
«Enquanto houver estrada para andar a gente vai continuar», Jorge Palma

Um ano

Imagem
«Eu sei que o tempo não pára. O tempo é coisa rara e a gente só repara quando ele já passou», Mariza.

Um ano. É mesmo verdade? O tempo avançou assim tão rápido para nem darmos por ele? Há dias em que acho que a minha memória me atraiçoa, baralha as datas e troca as lembranças. Hoje não é o caso, passou mesmo um ano. E vejam onde nos tem levado toda esta aventura!
Vamos recuar a vinte de outubro de dois mil e treze e saborear este percurso em câmara lenta. Lembram-se dos Bring Us Tomorrow? Sim? Eu também! E tudo começou assim: com outro nome. Mas a essência dos Aurora esteve sempre ali, bem dentro de cada um deles. Talvez não o soubessem na primeira vez que pisaram o palco, ainda em separado, mas depressa chegaram lá. Ao projeto mais fascinante de toda a competição. A «Homem do Leme» com que se deram a conhecer elevou a fasquia, não só para eles, mas para todos os outros concorrentes, por ter sido cantada, tocada e interpretada de forma tão brilhante. Estavam ali para vencer, para marcar…

Quase Natal

Imagem
«Que é o Natal? É a ternura do passado, o valor do presente e a esperança do futuro. É o desejo mais sincero de do que cada xícara se encha com bênçãos ricas e eternas, e de que cada caminho nos leve à paz», Agnes M. Pharo

Se vos disser que já comecei a imaginar como vou decorar a árvore de natal, mesmo que os objetos não mudem de um ano para o outro, e que já iniciei, ainda que mentalmente, a lista dos livros que quero parece-vos demasiado precipitado? É das épocas festivas a que mais me encanta, até porque será sempre sinónimo de família. E não gosto de deixar tudo para a última da hora. Com que antecedência começam a preparar ou, pelo menos, a idealizar o vosso Natal?

Mais 5!

Imagem
«Não sou nada. Nunca serei nada. Não posso querer ser nada. À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo», Álvaro de Campos.

A Cidchen do blog Cidi's World nomeou-me para a TAG 5 perguntas. Como devem estar recordados, se não estiverem eu ajudo, as regras são as seguintes:
• O desafiador deve fazer 5 perguntas sobre o blog escolhido;  • O desafiador deve deixar os links dos blogs que desafiou;  • O blog que for desafiado deve deixar na TAG quem o desafiou;  • Só é permitido criar perguntas SOBRE o blog;  • Os blogs desafiados devem ser informados disso e responder nos comentários da TAG se aceitam ou não.
Antes de responder, quero agradecer por esta nomeação. Por razões óbvias não irei desafiar cinco pessoas, mas quem quiser pode levar a TAG, utilizando as perguntas que me colocaram.

As cinco perguntas:
1. Já deixaste de escrever alguma coisa no blogue por medo de censuras? Não e tentarei ao máximo que nunca aconteça. Não faz sentido, uma vez que o espaço é meu. E, como tal, pos…

Inspiração

Imagem
Todos nós precisamos de horizontes. De paz. E de força e inspiração para os expandir.

Orgulho

Imagem
«A geração que entusiasma, a traquinice do jogo de rua que resiste ao espartilho das academias».


A garra com que estes «miúdos» jogam é comovente. É por profissionais como eles que sou tão apaixonada por futebol - sentimento que só tem tendência para aumentar. Não é só talento, e esse, como todos podem ver, é inesgotável. Soberbo. Hipnotizante. A forma como trocam a bola com maturidade é absolutamente fascinante. Todos eles carregam amor. À camisola. Ao emblema. E levantam multidões. Estejam atentos a estes craques, são o futuro. A esperança que às vezes no falta. São um exemplo e um verdadeiro orgulho. Esqueçam as idades, aquilo que fazem dentro de campo está ao mais alto nível. 
Num percurso imaculado de vitórias provaram todo o seu querer, o quanto estavam ali de corpo e alma para conquistar o objetivo comum a todos nós: Campeonato da Europa de 2015. Conseguiram, porque acreditaram até ao fim. Acreditaram que era possível fazer história e fizeram. Estes «miúdos» são do que temos de m…

A minha vida tem...

Imagem
... sabor a farinha de pau de frango, feita divinalmente pela minha avó. Era um dos meus pratos favoritos de criança e ainda hoje ocupa esse estatuto. Já não o como com tanta regularidade, mas a minha mãe também o sabe fazer de forma deliciosa, aprendeu contigo. Só que nenhum saberá como o teu, avó.

Chove em mim

Imagem
«Olha, entre um pingo e outro a chuva não molha», Millôr Fernandes

Sentei-me no parapeito e fiquei a ver a chuva cair. Mantive-me nesta inércia por tanto tempo que perdi a conta às vezes que os ponteiros rodaram no meu relógio. Gosto do som que ecoa quando as gotas tocam nos paralelos irregulares e do cheiro à terra molhada. Aprecio a calma que me invade e as memórias que me traz. Sou tão tudo e tão nada naqueles instantes que me fragmento em mil bolhas de água, como se também eu estivesse prestes a cair naquela superfície cinzenta e a desfazer-me para sempre. Permiti-me abrir a janela, sentir os chuviscos na minha cara, nas minhas mãos e na pequena parte de braço descoberta pelas mangas à 3/4. A sensação de frescura, de leveza e de liberdade é perfeita em mim. Espero tantas vezes por esta permissão de não ser eu dentro do meu próprio corpo que me esqueço que o posso fazer nos pormenores mais simples. Perco-me de mim sem precisar de estalar os dedos e se o mundo terminasse aqui seria a…

Banda Sonora #3

Imagem
«Sem a música a vida seria um erro», Friedrich Nietzsche

Ideal para quando se chega à distância. Para quando se quer estar e se consegue, nem que seja de coração. Para qualquer ocasião em que se pretenda fechar os olhos e sair daqui. 
Os Aurora atuam hoje em Torres Vedras num concerto solidário. O objetivo é ajudar a APECI, instituição de solidariedade social que apoia pessoas com deficiência mental deste mesmo concelho. Uma causa nobre e que faz a diferença. Deviam existir mais pessoas como a Cristiana Teixeira e a Patrícia Alves, responsáveis por esta iniciativa. 
Hoje podem ouvi-los num formato acústico - e concertos acústicos são a minha perdição -, o que me deixa com ainda mais pena de não conseguir estar presente. Como tal, e para diminuir as saudades, vou ouvir todo o reportório com que já nos brindaram de forma tão brilhante. Não será assim tão diferente dos outros dias, até porque não há um que não os ouça. Mas hoje, por estar longe, é como se os sentisse um bocadinho mais perto…

Pensamento periclitante #2

Imagem
Fragmento-me ao pensar em tudo o que te dei sem retorno
#fragmentar #divisões #retorno #dar #tudo #nada #vazio #tu #pessoal 
04.09.2014

O mundo por olhos tom de castanha #8

Imagem

À boleia do mundo #3 (Parte 3)

Imagem
Capítulo 3 (conclusão) 05.08.2014

14h32: Depois de almoçar é altura de pôr a leitura em dia. Vou perder-me nas palavras de Júlio Magalhães, no seu romance «Não nos roubarão a esperança». 
17h06: O tempo está ótimo, mas temos que ir embora, uma vez que precisamos de fazer as compras para esta semana.
Os meus tios têm casa em Bragança e emprestam-na para virmos cá passar uns dias. Com uma oferta destas é claro que aproveitamos, até porque vale sempre a pena estar num lugar que nos transmite paz. E é uma excelente maneira de sair da rotina e mudar de ares. Todos precisamos de descanso, as energias ficam logo renovadas. Sentimo-nos em casa e não nos importamos minimamente de cozinhar. Se calhar, muitos não vão achar isto férias, para nós é do melhor. 
(Galende-Cubelo-El Puente-Puebla de Sanabria-Ungilde-Rihonor de Castilla-Rio de Onor-Varge-Vale de Lamas)
18h03: Chegamos àquele que será o lar que nos irá acolher durante quase onze dias. Olho à minha volta e sinto que está tudo na mesma. Isso é …

À boleia do mundo #3 (Parte 2)

Imagem
Capítulo 3 (continuação) 05.08.2014

(Galicia-Província de Ourense-Feces de Abaixo-Puebla da Sanabria)
11h07: Paramos na Puebla, que é um local obrigatório para visitar sempre que cá venho. Vou subir à fortaleza, ao todo são 232 degraus. Acompanham-me?
Chegamos ao topo! Cá em cima há um mundo inteiro para contemplarmos. O castelo de Benavente que tenho que visitar, as casas de pedra, as ruelas, os restaurantes, o hotel, as flores à porta, o museu dos gigantes que também quero descobrir, as lojas, as pessoas, a fonte. É uma autêntica cidade dentro de muralhas grandiosas e magistrais. Não sei explicar a vontade de me perder neste lugar, nem como acho a Puebla mais bonita de cada vez que cá venho, mas a verdade é que se sente uma magia surpreendente. E aqui estamos nós, mais uma vez, preparados para redescobrir este mundo de príncipes e princesas, de mil histórias que surgem rapidamente, carregado de fantasia, simpatia e familiaridade. É importante referir que não é obrigatório subir todo…

À boleia do mundo #3 (Parte 1)

Imagem
Capitulo 3 Terça, 05.08.2014

05h00: Toca o despertador. Levanto-me e ligo a televisão num dos canais de música, depois vou-me arranjar. 
Estamos prontos! Agora é começar a carregar as malas para o carro. O relógio da sala marca as seis. Fecham-se as portas, apagam-se as luzes, baixam-se as persianas. É tempo de sair de casa, voltamos daqui a uns dias.
06h05: Carro ligado, partimos para a aventura. Destino: Férias!
(Gaia-Porto-Águas Santas-Valongo-Campo-Baltar-Paredes)
Está frio e demasiado nevoeiro. Verão, onde andas tu? Vir de calções, que até são amarelos a chamar o sol, começa a parecer-me uma má opção, já me apeteceu enrolar a toalha da praia nas pernas. 
(Penafiel-Amarante)
A paisagem do Marão parece saída de uma tela a óleo. Irrompe o nevoeiro com as suas montanhas grandiosas e rodeadas por casas pequenas de pedra e estradas intermináveis. Cheira a ar puro. E a imagem que gravo do que vejo é difícil de descrever.
(Aboadela-Ansiães)
Já me fartei de rir à custa do Nilton, no Café da Manhã, c…

Liebster Award V

Imagem
«Eu quero ficar perto de tudo o que acho certo, até o dia em que eu mudar de opinião», Danni Carlos

A Inês, do blog Palavras ao Vento, nomeou-me para mais um Liebster Award. Desde já quero agradecer a nomeação, até porque é sempre bom quando sabemos que as pessoas se lembram de nós, nem que seja pelas coisas mais simples. Todos vocês já devem saber em que consiste esta TAG, por isso não preciso de explicar. Além disso, como já é habitual, não destacarei ninguém, quem quiser pode responder às perguntas que me colocaram. Sem mais demoras, aqui ficam as minhas respostas:

As perguntas da Inês: 
1. Qual o teu maior sonho? Ser feliz é a resposta mais abrangente, uma vez que implica ter saúde, estar realizada profissional e pessoalmente, ter os meus bem e do meu lado e conseguir vencer as batalhas a que me proponho.
2. Maior medo?
Falhar. E desiludir-me a mim e àqueles que acreditam que sou capaz.
3. Que esperas do futuro?
Que seja o que tiver que ser! Com todas as lutas, perdas e que…