Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2015

Banda Sonora #7

Imagem
«Sem a música a vida seria um erro», Friedrich Nietzsche

Ideal para dias frescos, de muito sol, onde a nossa energia atinge o seu estado mais elevado. Ou, então, para antídoto naquelas alturas em que acordamos e permanecemos pior que um dia cerrado e chuvoso. Há os dois lados da moeda. Independentemente de qual nos sair, a boa disposição será a consequência mais óbvia.

Diz-me por onde andas #5

Imagem
«No fundo de um buraco ou de um poço acontece descobrir-se as estrelas», Aristóteles

100 Montaditos. Este restaurante tipicamente espanhol inaugurou, em outubro de dois mil e catorze, um novo espaço no Porto, mesmo em frente ao Hospital de São João, e a vontade de experimentar era imensa, até porque já tinha ouvido críticas bastante positivas. Fui - finalmente - lá almoçar com duas amigas na semana passada e não podia ter vindo embora mais satisfeita.

Conheces o teu blog? & Liebster Award

Imagem
A Catarina do blog Apenas a Lua nomeou-me para a tag «Conheces o teu blog?» e a Patrícia do P de Patrícia nomeou-me para um Liebster Award. Antes de passar para as perguntas, tenho que agradecer a ambas por me terem escolhido. Em relação à última, só não responderei aos onze factos sobre mim, uma vez que já o fiz aqui. Sem mais demoras, vamos ao que interessa?

Surpresa boa!

Imagem
«Atitude é uma pequena coisa que faz uma grande diferença», Clarice Lispector

Há pessoas que têm a capacidade de mudar o nosso dia. E ontem deixaram-me de coração cheio!

Ferida aberta

Imagem
«(...) É tão raro alguém merecer toda a nossa confiança, não é?»

Tocas na ferida como se isso te ajudasse a curá-la. Mas ainda não percebeste que o corte é demasiado profundo para que regenere com as tuas palavras vazias. Talvez num passado já distante sarasse com essa facilidade, por acreditar nessa doce ilusão de que o teu tipo de amor era a minha salvação. Hoje, num presente tão vincado de certezas, descredibilizo o teu dom - inexistente. Ficamos à margem um do outro. E a ferida ainda não fechou.

TAG: Descobrindo Novos Blogues

Imagem
O Miguel Gouveia do blog Pieces Of Me, a quem tenho que agradecer antes de mais, desafiou-me a responder à tag «Descobrindo Novos Blogues» porque «o mundo do blogger é tão grande que, por vezes procuramos por blogs que nos interessam e é complicado encontrar». Vamos lá descobrir um pouco mais de mim e d' As gavetas da minha casa encantada?

1. Tens o blog há cerca de quanto tempo? Há um ano, sete meses e cinco dias.

TAG: I love my blogger

Imagem
A Nequéren Reis do blog Batom Vermelho, a quem agradeço desde já, nomeou-me para a tag «I love my blogger», originalmente criada pelo blog Papos de Estrelas. Por isso, e sem mais demoras, deixo-vos com as minhas respostas.

1- O que lhe incentivou a ter um blog? O meu gosto pela escrita. É algo que faço desde criança e ter um espaço só meu onde pudesse publicar os meus textos, os meus devaneios, pareceu-me a melhor opção.

Pensamento periclitante #10

Imagem
Vou contar-te um cliché: o meu mundo para quando te vejo sorrir. É dos sorrisos mais bonitos que já vi. E a paz que me transmite nunca saberei definir.
#pessoal #cliché #sorriso #tranquilidade #paz #tu

11.09.2014

Espelho

Imagem
«Qualquer dia, qualquer hora, tem o teu nome (...) E se disseste que nunca fui bom a ser quem quiseste ter foi porque nunca soube olhar-te, tocar-te, amar-te. Nunca soube olhar-te, beijar-te, mostrar-te o que perdi na margem do teu amor».

Chegou o dia! O sonho passará a ser uma realidade. Há artistas e artistas. E depois há o Diogo, que se supera constantemente, que rapidamente se tornou um exemplo de persistência e que carrega dentro de si um talento interminável que nos inspira e comove. O álbum Espelho é lançado hoje e o sentimento de orgulho é inesgotável.

O mundo por olhos tom de castanha #15

Imagem

À boleia do mundo #7 (Parte 3)

Imagem
Capitulo 7 (conclusão) 09.08.2014

Hoje há patuscada em casa do irmão da minha tia! Jantamos ao ar livre. Adoro estes serões onde se conversa sobre tudo. Sempre apreciei muito mais ouvir do que falar, por isso fico maravilhada quando contam histórias antigas. Acabamos por não ir à cidade, dando espaço para que o convívio se estende-se por mais tempo. Só foi pena ter-se levantado vento, porque estava uma noite bastante agradável.

À boleia do mundo #7 (Parte 2)

Imagem
Capitulo 7 (continuação) 09.08.2014

Existem três percursos disponíveis para fazermos por este lado. Iniciamos o que vai para o «Cañón de terra» só por curiosidade, até porque não viemos preparados para uma experiência destas. Quero muito percorre-los a todos - ou, pelo menos, a um deles -, mas uma decisão assim tem que ser pensada com cuidado. Há um conjunto de pormenores que não podem falhar: calçado, roupa, hidratação e preparação física e psicológica, uma vez que nunca são menos de quatro horas de caminho. Para o ano, se for possível, aventuro-me. Trago as minhas sapatilhas de montanha, o meu cajado e sigo pelo desconhecido, sempre atenta à sinalização.

À boleia do mundo #7 (Parte 1)

Imagem
Capitulo 7 Sábado, 09.08.2014

06h20: Mais uma dia que começa cedo. Lá fora já se ouve o chilrear constante e sincronizado dos passarinhos.  Vou arranjar-me e tomar o pequeno-almoço, depois seguimos viagem. Só espero que o tempo esteja bom!

TAG: Amo/Odeio

Imagem
A Ela e o Ele do blog Ela e Ele, Ele e Ela, a quem agradeço antes de tudo o resto, nomearam-me para a Tag Amo/Odeio, originalmente elaborada pela Karla do blog Chery Cookie. O objetivo consiste em referir dez coisas que amamos e dez coisas que odiamos. Vamos descobrir quais são as minhas escolhas?

TAG: O meu gosto musical

Imagem
A Simple Girl do blog Um Refúgio para a Vida, a quem agradeço desde já, nomeou-me para a TAG O meu gosto musical. Por isso, e sem mais demoras, deixo-vos com as minhas respostas.

O que li por aí #19

Imagem
«O orgulho é o grande inimigo da paz. Quantas vezes não reprimimos uma mensagem, um telefonema, um gesto, por não querer dar o braço a torcer? Citando Camus, abençoados os corações que se vergam, pois nunca serão partidos. Um coração magoado pode recuperar as forças com um pouco de paz», Margarida Rebelo Pinto (aqui)

Falsa liberdade

Imagem
A liberdade que me inspira, fragmenta em infinitos pedaços desiguais e complementares e me leva a dançar na rua é a mesma que me faz voar no sentido inverso e prender a tudo aquilo que me resta... de ti.

As minhas viagens de metro #25

Imagem
«Nenhuma relação profunda é fácil», Eugénio de Andrade
Escrevi o teu nome na areia, esperando que o mar não o fizesse desaparecer sem deixar rasto. Apagou-o. A areia molhada voltou a ser um pequeno pedaço de tela lisa e vazia bem perto de onde os meus pés marcam o chão. E foi nesse momento que compreendi, olhando para longe, que nem tudo é forte o suficiente para aguentar as chegadas e as partidas constantes ou repentinas da vida. E o que resta são pequenos grãos de nada que nos escapam por entre os dedos.

Introspeção

Imagem
«Quando eu me pergunto quem sou eu, sou o que pergunta ou o que não sabe a resposta?», Geraldo Eustáquio

Não me sigas Não sou exemplo Nunca o fui

Minutos com história VII

Imagem
«Num filme o que importa não é a realidade, mas o que dela possa extrair a imaginação», Charles Chaplin

Desvalorizamos o silêncio. Encaramo-lo como algo que nos irá destruir - e destrói, quando o usamos como arma e não como um aliado. Mas, na verdade, é muitas vezes a resposta que estamos a precisar. O passo impulsionador para a mudança. Aprendemos tanto com ele e mesmo assim continuamos a preferir a confusão de palavras vazias a parar para o escutar.

A lista dos meus desejos VII

Imagem
«Quando pode realizar todos os seus desejos, o que é realmente importante?»

Há uma certa melodia no ar que me fascina. Um ligeiro dedilhado que me comove e me prende a atenção. Sou apaixonada por música. E o som da guitarra será incondicionalmente o meu favorito.

Curiosidade

Imagem
Tenho curiosidade em saber quais são as publicações que mais gostam de ler n' As gavetas da minha casa encantada. E o que é que gostariam de ver abordado por aqui.

Cristina

Imagem
«(...) De todas as promoções que foram criadas para definir a CRISTINA, há uma que me toca particularmente (da lavra da própria Cristina Ferreira): "Onde embrulhamos a vida". Diz tudo».

O primeiro número saiu no sábado, mas só ontem é que o comprei. E, confesso, já não tinha esperança de o encontrar, porque logo pela manhã estava esgotado em vários pontos.

M de Mulher

Imagem
No Dia Internacional da Mulher faz-me sentido partilhar um dos poemas mais bonitos que alguma vez li e que pertence ao génio intemporal Ary dos Santos.

Doce ou salgado q.b. #4

Imagem
«Cozinhar é como tecer um delicado manto de aromas, cores, sabores, texturas. Um manto divino que se deitará sobre o paladar de alguém sempre especial», Sayonara Ciseski

A receita de hoje foi descoberta durante uma conversa de amigas e por uma questão de necessidade. Costumamos jantar juntas quando há atividades e festas da ESE, mas não só. Em vez de gastarmos dinheiro a ir a um restaurante ou a comer porcarias, reunimo-nos em casa da S. e ou encomendamos frangos ou cozinhamos nós alguma coisa. Fica mais barato, fazemos uma refeição saudável e estamos mais confortáveis e à vontade para os nossos disparates.

Entrelinhas #6

Imagem
«Apesar do milagre da medicina que fez diminuir o tumor que a atacara há alguns anos, Hazel nunca tinha conhecido outra situação que não a de doente terminal, sendo o capítulo final da sua vida parte integrante do seu diagnóstico. Mas com a chegada repentina ao Grupo de Apoio dos Miúdos com Cancro de uma atraente reviravolta de seu nome Augustus Waters, a história de Hazel vê-se agora prestes a ser completamente rescrita».

A vida não corre sempre como estamos à espera. No entanto, aquilo que a torna entusiasmante ou meramente suportável é a forma como encaramos os nossos problemas; como os aceitamos ou como nos escondemos neles para ficarmos parados sobre o mesmo pedaço de insegurança. Nada é fácil, nunca é - e já alguém dizia que o melhor da vida não o pode ser -, mas será que precisamos de viver dentro de uma redoma de sofrimento? Não seria melhor encararmos a nossa condição em vez de nos afundarmos nela?

Apenas hoje

Imagem
Hoje só queria ficar em paz. Ou em pausa. Ou apenas receber um pequeno sinal de que tudo voltará a ser como foi até aqui - é que hoje, apenas hoje, não tenho força para acalentar a esperança.

Um pouco mais distante

Imagem
«Sentir tudo de todas as maneiras. Viver tudo de todos os lados. Ser a mesma coisa de todos os modos possíveis ao mesmo tempo...», Fernando Pessoa.

Um pouco mais distante, corre. Mais além, espera por mim. Não sei lutar, nem amar, do teu jeito. Não sei chorar, nem confiar, como tu. Um pouco mais distante, eu tento.

Pensamento periclitante #9

Imagem
Sou tão feliz ao lado de algumas pessoas. Matar saudades delas é encher o coração com aquilo que a vida tem de melhor.
#pessoal #felicidade #reencontros #Ese #almoço #lanche #saudades #amigas #elite #galinhas #gordas #coração #vida
10.09.2014

O que fala ao coração #21

Imagem
«A minha ideia é que há música no ar, há música à nossa volta, o mundo está cheio de música e cada um tira para si simplesmente aquela de que precisa», Edward Elgar.

Não passo um dia sem ouvir música. E apesar deste tempo de ausência no que diz respeito ao que fala ao coração, a minha casa não deixou de ser invadida pelas mais diversas melodias e vozes. Hoje sento-me sozinha no sofá, recordando a genialidade de alguém que partiu cedo, mas cuja obra permanecerá para sempre. Terei o cuidado, e aconselho que o façam também, de arranjar espaço para o piano, talvez nos deixe mais perto de compreender a magnificência deste talento. Fechem os olhos. E desfrutem da magia que nos envolve.

#100happydays fevereiro

Imagem
«Você conseguiria ficar feliz durante 100 dias seguidos?»

O desafio dos #100happydays continua. Terminou mais um mês e com ele vieram vinte e oito dias de felicidade nos pequenos detalhes que o preencheram. Juntando aos primeiros trinta e um, já vou a menos de metade do caminho que me levará à conclusão desta iniciativa que abracei sem hesitar - com clara intenção de ultrapassar a barreira dos cem e alargá-la aos trezentos e sessenta e cinco. Vou mostrar-vos como correu fevereiro!