Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2017

Storyteller dice

Imagem
«Imaginar é o princípio da criação», Bernard Shaw

O meu fascínio por dados talvez seja um pouco irracional, até porque nem eu o consigo explicar. Tenho poucos, mas acho-lhes graça. E numa das minhas últimas visitas à Flying Tiger Copenhagen - loja que adoro, porque encontramos artigos bastante interessantes e a preços convidativos - descobri uns bem especiais!

O meu 2016 em livros

Imagem
«O livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive», António Vieira

A minha paixão pela leitura, como já referi algumas vezes, cresceu tarde. Contudo, está cada vez mais forte. E sempre que posso perco-me em mais uma história. Nas suas personagens. Nos cenários descritos. Em todos os detalhes que nos retiram da realidade e nos fazem sentir perto do enredo.

Amor meu

Imagem
«Só hoje já te quis milhões de vezes», Raissa Lopes

Meu amor, na ausência de tempo que o próprio tempo não conta, a saudade não chora. Já não mata. Já não magoa. Mas tanto fica, como vai. E não se afasta de nós. Não nos afasta de nós!
[No canto do meu olhar  Que sonha É tão cuidadoso  O brilho do teu sorriso]

Douro-memória

Imagem
«A memória é a consciência inserida no tempo», Fernando Pessoa


Foi nelas e neles que o amor se abateu 
Um coração que se perdeu  Por entre as vinhas tristes e saborosas do Douro. 
Foi um relógio,  Um tiquetaque desconcertado,  Que levou as mágoas e as lágrimas dos demais.

Jukebox #40

Imagem
«(...) Sou janela e espelho por onde te vês Sou o sol que depois da chuva brilha outra vez

Pensamento periclitante #36

Imagem
Viajo todos os dias sem levantar os pés do chão!
#devaneio #viagem #imaginação
...

Tempestade interna

Imagem
«Tem pessoas que criam suas próprias tempestades...»

Chove em mim
De dentro Para fora Numa tempestade incessante Que me transborda E me transcende Como se fosse uma gota Que está sempre a mais

Entrelinhas #13

Imagem
«A obra de Fernando Pessoa é um património valioso da cultura literária portuguesa. Lê-la, estudá-la e interpretá-la é um desafio exigente e aliciante, que te é lançado pelos teus docentes, durante o percurso escolar. Neste livro, Diogo Piçarra vai mais além e lança-te um repto diferente: uma abordagem ímpar à obra de Pessoa. Numa procura incessante de auto e heteroconhecimento, Diogo encontra-se em Pessoa, selecionando e reconstruindo 20 dos seus poemas, revisitando, igualmente, a sua heteronímia...».

O Diogo Piçarra é um artista. E não é segredo para ninguém que sou uma eterna admiradora do seu trabalho. Não só pela qualidade óbvia, mas principalmente por se colocar inteiro em todos os desafios a que se propõe. Associamo-lo à música. E automaticamente vêm-nos à lembrança temas que nos conquistam pelas mais diversas razões. As palavras são, a meu ver, um dos seus pontos fortes, o que rapidamente comprovamos ao ler as letras da sua autoria, por isso escusado será dizer que assim que so…

As minhas viagens de metro #51

Imagem
«Sinto necessidade de arriscar minha vida. Só assim vale a pena viver»,  Clarice Lispector

Ouvi-te falar numa vida a dois. E recuei. Confesso, fui invadida por um arrepio que me fez duvidar deste avanço. Tenho medo de não estar à altura, de não corresponder às expectativas que criaste sobre mim e, principalmente, de não querer avançar.

Rotinas

Imagem
Já não é a primeira vez que o afirmo: preciso de férias! Ou de uma folga, pelo menos. É tanta coisa para fazer ao mesmo tempo que chego ao final do dia sempre cansada. E chegar a casa tarde também não ajuda. A minha sorte é trabalhar bem sobre pressão e até conseguir rentabilizar trabalho à noite (mesmo quando às 21h já estou quase a adormecer em cima do computador). Bem sei que daqui a uns tempos vou ter saudades desta rotina, mas agora dava-me jeito chegar a casa e saber que podia fazer nenhum. Mas está quase. É só mais um bocadinho de esforço. Hei-de sobreviver!
- Desculpem a ausência.

Jukebox #39

Imagem
«Se me deixasses ser O sítio onde podes voltar Depois do dia entardecer Quando a noite te agarrar

Dúvidas

Imagem
«A dúvida é o principio da sabedoria», Aristóteles

Há dúvidas que nos consomem  Que nos ocupam  Que nos transformam Que são todos os nossos pensamentos Que nos tiram o sono.

O que li por aí #56

Imagem

[Contra]Tempo

Imagem
«Eu sou do mundo», Os Azeitonas

Perdi-me no tempo Ser ter o tempo contado [Mas que vai decrescendo] Olhando o mar sereno De memórias infinitas [E insubstituíveis] Esperando um futuro Que pode Ou não Chegar

Perdições #20

Imagem
Vernizes! Desde as cores mais claras às mais escuras. Talvez com maior preferência pelas escuras, ainda que um dos meus favoritos seja um laranja fluorescente da Andreia. Adoro pintar as unhas de preto. E não tenho propriamente cores específicas para cada estação, depende muito do meu estado de espírito. Além disso, gosto bastante do efeito baço. No entanto, esta perdição não é antiga, porque só a partir do décimo primeiro ano é que comecei a pintar as unhas e a interessar-me um bocadinho por este mundo. Como dá para perceber pela imagem, uma das minhas marcas de eleição é a Kiko, principalmente, pela qualidade, e também pelos preços.

Jukebox #38

Imagem
«Tenho dores fechadas em caixinhas Contra mim, contra ti, contra lá, Contra os dias que passam a meu lado

Mundo[s]

Imagem
«Nunca nada é sempre assim», José Luís Nunes Martins

Desenhamos contornos Viajamos no tempo Sonhamos com um mundo Na palma das nossas mãos E o mundo Essa imensidão de lugares É, afinal, uma pequena gota No meio dos nossos nadas

O que li por aí #55

Imagem

Pensamento periclitante #35

Imagem
Dediquei-te demasiadas palavras!
#pessoal #desabafo #escrever #tu #palavras #coraçãodespedaçado #dedicação #recuperar #superar #amorperdido
...

2017

Imagem
No último dia do ano, troquei a Avenida dos Aliados pela Praia da Baía, em Espinho, para poder ouvir o inigualável Diogo Piçarra! Acabei 2016 de coração cheio, porque, como já estava à espera, foi extraordinário. Além disso, estava em família, o que tornou tudo ainda melhor. E vocês, por onde andaram?